Tonho e o tempo

“Tempo é dinheiro”, diz o ditado.

Bobagem.

Dinheiro você sempre pode conseguir mais. Tempo, não. Dinheiro perdido você recupera e pronto. Tempo desperdiçado você lamenta e ponto.

Portanto, tempo não é dinheiro coisa nenhuma. Tempo é mais do que dinheiro. Tem gente que até entende isso, mas acaba se precipitando e caindo nas graças de um outro ditado, que diz: “Tempo é o seu bem mais precioso”.

Discordo.

Tempo é o seu segundo bem mais precioso. Existe algo que vale muito mais. Trata-se da sua atenção.

Atenção (substantivo feminino)

  1. Concentração da atividade mental sobre um objeto determinado.
  2. Ato ou efeito de se ocupar de algo ou alguém.
  3. Cuidado, zelo, dedicação.
  4. Disposição para ouvir o que alguém tem a dizer.

 

Agora tentaremos relacionar esses conceitos com a vida de um adulto comum. Para facilitar, vamos chamar nosso herói de Tonho.

Tonho tem 35 anos, é casado e tem dois filhos pequenos em idade escolar, coitado. Formado em administração de empresas, ele trabalha como analista financeiro numa multinacional alemã fabricante de mãos-francesas (!?!?).

De segunda à sexta, Tonho passa assim:

  • Dormindo: 6 horas
  • Dirigindo para o trabalho: 1 hora
  • Trabalhando: 10 horas
  • Dirigindo para casa: 1 hora
  • Tempo livre: 6 horas (distribuídas ao longo do dia, obviamente)

 

Algumas conclusões:

  • Segundo especialistas, Tonho dorme pouco.
  • Tonho mora longe do trabalho.
  • Tonho vende à empresa o equivalente a 66,7% do tempo que passa acordado.

 

Mas e quanto às 6 horas de tempo livre, os 33,3% mais importantes?

Quanto tempo será que Tonho gasta com coisas corriqueiras, como escovar os dentes, fazer a barba, tomar banho, vestir-se, botar o lixo pra fora, tomar café-da-manhã, almoçar, jantar? Eu chutaria umas 2 horas…

OK. Sobraram 4 horas livres.

Nessas 4 horas, Tonho é o mestre de seu destino e o capitão de sua alma. Invictus!

Mas não nos esqueçamos que Tonho é um adulto comum, um ser humano mediano. É apenas mais um seguindo com a multidão. Então, de segunda a sexta, a valiosa atenção de Tonho é disputada por:

  • Televisão
    • Noticiário inútil
    • Programa esportivo
    • Programa sensacionalista
    • Novela
    • Reality show
    • Futebol
    • Filme dublado
  • Celular
    • Facebook
      • Discutir política (coxinha vs mortadela)
      • Curtir fotos toscas de parentes
      • Ver amigos fazendo check-in até em banheiro químico
      • Criar polêmica nos comentários
      • Marcar pessoas em vídeos de gatinhos fofos
      • Escrever “hahahaha” ou “kkkkkkkkk” nos comentários
      • Esperar dezenas de curtidas no comentário acima
    • WhatsApp
      • Piadas de
        • português
        • corno
        • negão
        • bichinha
        • puta
        • Joãozinho
      • Áudios com o gemidão
      • Fotos com o negão da picona
      • Pornografia
    • Joguinhos
      • The Sims
      • Pokémon GO
      • Candy Crush
  • Internet
    • Youtube
      • Trechos de stand-up comedy
      • UFC
      • Porta dos Fundos
    • Buscas no Mercado Livre
      • Novo iPhone
      • Capinha do novo iPhone
      • Pneus meia-vida para o Golf modelo antigo
      • Som automotivo usado
      • Facas Ginsu
      • Meias Vivarina
    • Buscas no Google
      • IPVA Golf modelo antigo
      • Tabela FIPE Golf modelo antigo
      • O que muda com a reforma trabalhista
      • Como pedir aumento

 

Ah, já ia me esquecendo… Tem também a família, os amigos e a cerveja, que Tonho consegue encaixar entre um item e outro da lista.

 

[Voz de locutor das Casas Bahia]

Mas o melhor vem agora: como prêmio por repetir obedientemente sua rotina de segunda à sexta, Tonho ganha dois dias inteiros para fazer o que quiser com a vida que sobrou na semana. É isso mesmo! São quarenta e oito horas seguidas para poder dar atenção total ao que ele quiser! Aproveite o sábado e o domingo, Tonho!

 

Mas não nos esqueçamos que Tonho é um adulto comum, um ser humano mediano.

Lembra das quatro definições de atenção? Pois então. Onde será que Tonho concentra sua atividade mental? De que ele se ocupa? A quem ele oferece cuidados, zelo e dedicação? Quem ele está disposto a ouvir?

Para suas 48 horas de tempo livre, além de todas as opções disponíveis de segunda à sexta, Tony pode escolher alguns dos ingredientes da lista a seguir: dormir, beber, lavar o carro, ler jornal, ir ao mercado, comer, dormir mais, passear de carro, ir ao clube, beber mais, brincar um pouco com as crianças, visitar algum parente, comer mais, cochilar um pouquinho, assistir algo “educativo” na TV (Luciano Huck, Regina Casé, Ratinho, Faustão, Gugu, Silvio Santos), ir ao shopping, pegar um cineminha com a patroa e as crianças… Assuma a partir daqui por gentileza e complete a lista com itens que você acha que agradariam nosso herói.

 

[Volta a voz de locutor das Casas Bahia]

Pensou que era só isso, Tonho? Pois você não vai acreditar no que vem agora. Basta cumprir apenas 11 meses dessa rotina de trabalhar cinco dias em troca de dois e você terá direito a… Espere! Respire fundo… Você terá direito a TRINTA DIAS de tempo livre para fazer o que quiser com a vida que sobrou no ano! Aproveite as férias, Tonho!

 

Mas não custa lembrar que Tonho é um adulto comum, um ser humano mediano.

Considerando as noites e finais de semana de Tonho ao longo de 11 meses, como você acha que serão suas férias? Talvez, para fugir um pouco da rotina, a família saia de viagem, se hospede em um hotel bacana, conheça lugares novos, faça alguns passeios, tire muitas fotos. Talvez… Aliás, tomara!

Mas mesmo que isso aconteça, o tempo e a atenção de Tonho continuarão sendo drenados. Ele não percebe, mas ali mesmo, naquele hotel bacana, Tonho será acorrentado novamente ao roteiro medíocre escrito para pessoas como ele. As correntes são duas. Grossas. Pesadas.

Lá vai o Tonho de férias. Em uma mão, o controle da TV. Na outra, a senha do Wi-Fi.